Astrologia Védica

Jyotisha é o sistema hindu de astrologia, uma das seis disciplinas do Vedanta

Roda vedica

Jyotisha, que em sânscrito significa “ciência da luz”, é o verdadeiro nome da astrologia védica. Foi desenvolvido há mais de 6 mil anos na Índia junto ao ayurveda e ao yoga. Comparado a astrologia que conhecemos, há mais diferenças do que propriamente semelhanças.

A posição dos astros no Ocidente é tropical e sincroniza com as estações do ano. Logo, Áries, que inicia o ciclo do zodíaco, marca o início da primavera no Hemisfério Norte. Já na astrologia indiana, o sistema é o sideral, no qual as estrelas servem de parâmetro. Essa tradicional sabedoria busca integrar o homem ao cosmos, revelando destinos e personalidades de acordo com o movimento dos astros pelo céu.

Os pontos de referência para desenhar o mapa astral são diferentes. Em nosso caso, são as estrelas. Na astrologia ocidental, os trópicos. Isso muda completamente a posição dos planetas, alterando os cálculos e, consequentemente, as interpretações, pois esse “pequeno detalhe” altera até mesmo os dias em que cada signo começa e termina.

Por conta disso, os signos não são exatamente iguais mas, tanto o zodíaco ocidental quanto o indiano possuem doze signos. Se você é de Áries, pode não ser de Mesha (o primeiro signo) na astrologia védica. Isso acontece também com os regentes. Em vez de doze astros do nosso horóscopo, apenas Marte, Vênus, Mercúrio, Saturno e Júpiter, além do Sol e da Lua, se revezam entre os signos.

Agora, vamos conhecer o perfil dos signos védicos, de acordo com o dia de nascimento.


Ganesha
Veja outros posts de astrologia em Tudo sobre os Signos

Visite nosso canal no Telegram, receba notificações para novos posts e conheça outros leitores!