sábado, 13 de maio de 2017

A Mãe de Câncer

Mães desse signo são muito preocupadas com a família. Com tanto cuidado e atenção, muitas vezes os filhos se sentem sufocados. Outra característica de mães que nascem sob esse signo é que elas ficam mal-humoradas quando as coisas saem do controle ou ficam muito agitadas em casa.

Se há um signo que é responsável pelos mitos sobre a poderosa, doce, absorvente e carinhosa "Grande Mãe", este signo é Câncer. A canceriana vai até o inferno por seus filhos. Ela corre sérios riscos de ter comportamentos controladores e morre de medo de ver suas crias irem embora.




Confidente, amiga e protetora do núcleo familiar, a mãe de Câncer conta histórias da época de sua avó, cozinha doces antigos e adora montar o álbum de fotos da família. Tudo isso para que seus filhos jamais se esqueçam de onde vieram e saibam para onde ir no futuro.

Não é fácil ter uma canceriana como mãe, mas você jamais a trocaria por outra, não é?

Você já ouviu falar em mãe de fases? Convide seus filhos a observar os ciclos da Lua e imaginar os efeitos deles. Esta brincadeira será útil quando você estiver vivendo altos e baixos emocionais. “Gente, hoje eu estou Lua Cheia, qualquer coisa já transbordo”, pode ser um código para avisar que seus sentimentos estão à flor da pele. E quem avisa amigo é.

A Lua é importante na sua vida porque ela rege o signo de Câncer. Isto te torna mais sensível que a maioria das pessoas e estimula muito sua imaginação e criatividade. Talvez você seja uma canceriana típica, que nasceu para maternar, coloca instintivamente seu amor na preparação de pratos deliciosos e tem um invejável talento para administrar a casa.

Calma, nem toda a turma de Câncer é assim. Às vezes é preciso definir melhor o seu estilo como mãe e o tipo de lar que você quer, e isso leva tempo. Sabia que o seu relacionamento com a sua mãe tem muito a ver com isso? Não é raro que a canceriana seja um grude com a mãe e também muito apegada aos filhotes, mas às vezes é preciso resolver alguma questão com a figura materna para que você fortaleça a sua identidade materna.

Acostumada a nutrir o outro, a típica mãe de Câncer sente um nó na garganta nos momentos de separação, como o desmame ou o início da vida escolar dos filhos. Seu desafio é trabalhar o desapego e entender as crianças do tipo independente, sem sufocá-las com excesso de proteção. Se o seu pequeno corre para o ônibus de excursão, festeje, pois isto não significa que ele não te ama. Ele está apenas crescendo.

Às vezes, os argumentos das crianças não adiantam tanto com você, porque a emoção influencia muito mais a sua decisão. Como explicar aos seus filhos que você vê a vida por meio do sentimento? E que, daqui a pouco, você já pode estar se sentido de um jeito diferente?

Lembre-se de que eles têm suas vantagens ao ter uma mamãe Lua. Ninguém oferece um colo tão seguro e acolhedor, quando o coração das crianças está fragilizado. A canceriana vivencia o arquétipo da Grande Mãe: receptiva, amorosa e doadora de recursos, especialmente à família. Além disso, você é fértil em ideias para tirar os filhotes de qualquer aperto.

Então, não se cobre tanto. Brinque, dizendo a eles que você é uma mistura da Wendy do Peter Pan, "mãezona de todo mundo", com o superprotetor Marlin, o pai do Nemo, e com o Remy, o inspirado ratinho de Ratatouille, um cozinheiro de mão cheia que está sempre pensando na família. Assuma-se como mamãe Lua e conte com a empatia das crianças, tanto nas suas fases “cheias”, quanto nas "minguantes".



Leia sobre as mães dos outros signos em A Mãe de cada Signo.
Leia outros artigos sobre o seu signo em Tudo sobre Câncer.
Leia mais sobre os outros signos em O Livro dos Signos.

Conteúdo Correspondente