sábado, 13 de maio de 2017

A Mãe de cada Signo

O Dia das Mães está aí! Por mais que gente brigue com ela, mãe é mãe e no final não tem como não ficar tudo bem. Algumas pessoas são muito ligadas à mãe, outras têm dificuldades de relacionamento. Existem mães que se doam por inteiro e aquelas mais egoístas. O que será que influencia essas diferenças?

A Astrologia explica muitas questões da maternidade, tanto no que diz respeito ao que esperamos da nossa mãe, quanto em como as mulheres se doam na maternidade. Que tal entender um pouquinho mais sobre esse dom de saber ser mãe?

A Lua representa os primeiros meses de vida de um ser, quando para a criança, não existe separação entre ela e a mãe. Só com o passar do tempo a criança começa a entender que é um ser individual, diferente da mãe. Na infância, a Lua indica a imagem que temos da mãe ideal, as expectativas que temos em relação ao papel de mãe.

A Mãe de Virgem

Praticidade é uma das principais características das mães desse signo, o que pode incomodar os filhos mais sonhadores. Mães virginianas são muito ligadas à organização e por isso costumam cobrar o mesmo dos filhos. Querem transparecer uma imagem de frieza, mas são muito emotivas.

Ninguém melhor do que sua mãe para ensinar as pequenas e grandes verdades a respeito do mundo. Ter uma virginiana neste posto equivale a ter o melhor treinamento para a vida que alguém possa desejar. Principalmente se você nasceu com muitos planetas no elemento Ar ou Fogo.

A Mãe de Peixes

Instintivas e sonhadoras, as mães desse signo têm um sexto sentido extremamente desenvolvido, o que vale de aviso para os filhotes: pensem duas vezes antes de tentar mentir e enganar a mamãe. Mulheres de peixes costumam proteger a família ao máximo.

Aquele poema brasileiro que diz "ser mãe é desdobrar fibra por fibra o coração" deve ter sido inspirado na pisciana. Atenta aos filhos, como toda mãe regida pelo elemento Água, ela quer se sentir necessária e precisa doar-se para viver plenamente sua maternidade.

A mãe de Peixes sofre com o filho e se alegra com ele. Talvez seja um dos casos de maior simbiose do Zodíaco. O difícil é diminuir essa total intimidade, para que ambos, filho e mãe, possam coexistir como entidades independentes.

A Mãe de Aquário

Decididas, as mães desse signo tem mente aberta. As aquarianas podem parecer um pouco distantes e reservadas, mas isso não significa de que são indiferentes. Buscam sempre promover a paz no lar.

Dizem que este signo é uma incubadora de erráticos, distraídos e pacíficos sonhadores do amanhã. Há um modo bizarro da mãe de Aquário se relacionar com suas crias: muitas conversas, muita amizade e pouca imposição de ordens. A ênfase está no relacionamento e na paz.

A Mãe de Capricórnio

A preocupação das mães de capricórnio com a carreira e vida social pode levar seus filhos a pensar que não são assim tão importantes em suas vidas. Contudo, isso não é verdade! Mães desse signo buscam proporcionar sempre um lar seguro e tranquilo, principalmente porque são conservadoras.

Ela é séria demais e tem pouco tempo para brincar com os filhos. É que a mãe capricorniana vive fazendo bicos para cobrir as despesas. Tudo isso para que os pimpolhos estudem na melhor escola da cidade e freqüentem os melhores dentista e médico da região.

A Mãe de Sagitário

As mães desse signo costumam ter mente aberta e não tentam impor sua opinião. Contudo, gostam de dar conselhos e incentivam os filhos a buscar sempre desafios e novidades.

Uma coisa é certa: se sua mãe é uma típica sagitariana, você aprendeu a confiar na sorte que a vida traz (embora, aos seus olhos, ela possa vir muito de vez em quando). Sagitariana "da gema" não leva a sério lamúrias e lamentos. Para ela, tudo acaba bem.

A Mãe de Escorpião

Para ter uma boa relação com uma mãe escorpiana, a dica é sempre apostar na sinceridade e na objetividade. Mulheres fortes e destemidas, as mães desse signo não descansam enquanto não resolvem um problema dos seus filhos ou com eles.

A mãe de Escorpião, quando dá cria, alimenta os "escorpiõezinhos" com suas entranhas, literalmente. Sua devoção incondicional aos filhos é intensa. Instintiva, ela pressente de longe qualquer perigo. Se você tem uma mãe deste signo, conta com uma divisão militar blindada e armada até os dentes, uma versão doméstica de Maquiavel em tempo integral que irá indicar quando, como e com quem você deve ou não fazer as coisas.

A Mãe de Libra

Justas e objetivas, as mães de libra não gostam de injustiça. Além disso, as mulheres regidas por esse signo estão sempre prontas a oferecer carinho e compreensão aos filhotes indecisos. Mães librianas não gostam de ficar sozinhas por isso, gostam que o filho ligue sempre para conversar.

A mãe libriana é sociável, amável, compreensiva, elegante e voltada para o mundo. Ela educa seus filhos por meio do diálogo e do respeito à diferença, com uma atitude despojada em relação às outras mães do Zodíaco.

A Mãe de Leão

As leoninas gostam de ser o centro das atenções. Podem parecer autoritárias e duras, mas pensam à frente e buscam preparar os filhos para os trancos e barrancos que a vida impõe.

Se você tem uma leonina por mãe, aprendeu a louvar a rainha que existe em toda mulher. Ela não é fácil, mas é uma mãe e tanto. Afinal, quem é que te ensinou a lidar com os poderosos, a ganhar a atenção do público, a expressar sentimentos e crenças com convicção e a dar provas de amor eloqüentes e apaixonadas?

A Mãe de Câncer

Mães desse signo são muito preocupadas com a família. Com tanto cuidado e atenção, muitas vezes os filhos se sentem sufocados. Outra característica de mães que nascem sob esse signo é que elas ficam mal-humoradas quando as coisas saem do controle ou ficam muito agitadas em casa.

Se há um signo que é responsável pelos mitos sobre a poderosa, doce, absorvente e carinhosa "Grande Mãe", este signo é Câncer. A canceriana vai até o inferno por seus filhos. Ela corre sérios riscos de ter comportamentos controladores e morre de medo de ver suas crias irem embora.

A Mãe de Gêmeos

Falar muito com os filhos é uma das características das mães desse signo. Cheias de imaginação, elas também são flexíveis e costumam ser abertas a negociações quando o assunto são "proibições" ou tabus.

É a mãe companheira, que participa dos folguedos e brincadeiras dos filhos com uma disposição de dar inveja. Quem tem mãe geminiana acumula muitos episódios divertidos para depois contar aos filhos.

A Mãe de Touro

Mães taurinas costumam ser um pouco teimosas e possessivas. Apresentam dificuldade em deixar o filho "bater as asas", já que gostam de proteger e mimar ao máximo. Mães desse signo também são muito práticas e nada sonhadoras.

A mãe taurina é aquela que se esmera para fazer uma comida gostosa e deixar a vida bela. Ela capricha na arrumação da casa, da mesa e da vida, além de dar uma forcinha na hora de atualizar o guarda-roupa dos filhos, ensinando-lhes como causar a melhor impressão possível.

A Mãe de Áries

As mães nascidas sob esse signo são impacientes e não gostam de perder tempo. Contudo, são corajosas e podem ser impulsivas em algumas situações, mas buscam sempre o melhor para seus filhos.

A mãe ariana trabalha incansavelmente por seus filhos e procura aprimorar sempre sua capacidade de cuidar deles. Se algumas vezes explode, é porque espera que eles sejam perfeitos. Mas esse tipo de coisa é rara. A mãe de Áries costuma usar a cabeça na hora de cuidar da filharada. Ela sabe reavaliar o que fez e espera o mesmo dos filhos.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Mercúrio Retrógrado em 2017

Acho que muita gente um dia já passou por problemas que aparentemente não tinham solução a não ser sentar e esperar. Mal terminou a zica de 2016 e já pegamos 2017 com várias bombas nas mãos, pois maio já começou no famoso e infame Mercúrio retrógrado!

Lembre-se, não programe nada importante para ser feito nesse período. Durante a retrogradação, é muito mais difícil entender e se fazer entendido para outras pessoas e também se torna bem mais complexo depender de decisões dos outros e mesmo quando uma decisão é tomada, ela pode estar suscetível a alteração.

Apertem os cintos pois Mercúrio está retrógrado!

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Astrologia Védica

Jyotisha, que em sânscrito significa "ciência da luz", é o verdadeiro nome da astrologia védica. Foi desenvolvido há mais de 6 mil anos na Índia junto ao ayurveda e ao yoga. Comparado a astrologia que conhecemos, há mais diferenças do que propriamente semelhanças. A posição dos astros no Ocidente é tropical e sincroniza com as estações do ano. Logo, Áries, que inicia o ciclo do zodíaco, marca o início da primavera no Hemisfério Norte. Já na astrologia indiana, o sistema é o sideral, no qual as estrelas servem de parâmetro. Essa tradicional sabedoria busca integrar o homem ao cosmos, revelando destinos e personalidades de acordo com o movimento dos astros pelo céu.

Os pontos de referência para desenhar o mapa astral são diferentes. Em nosso caso, são as estrelas. Na astrologia ocidental, os trópicos. Isso muda completamente a posição dos planetas, alterando os cálculos e, consequentemente, as interpretações, pois esse "pequeno detalhe" altera até mesmo os dias em que cada signo começa e termina.

Por conta disso, os signos não são exatamente iguais mas, tanto o zodíaco ocidental quanto o indiano possuem doze signos. Se você é de Áries, pode não ser de Mesha (o primeiro signo) na astrologia védica. Isso acontece também com os regentes. Em vez de doze astros do nosso horóscopo, apenas Marte, Vênus, Mercúrio, Saturno e Júpiter, além do Sol e da Lua, se revezam entre os signos.

Conteúdo Correspondente