quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Eihwaz - A runa da vida

Hagalaz nos ensina que vida-morte-renascimento são um único ciclo. Jera nos ensina que o planeta tem seu próprio ciclo e quando nos reconectamos a esse ciclo tudo anda pra frente.

Pois bem, Eihwaz é o ciclo puro da própria existência!

A vida e a morte forma um ciclo. As estações do ano forma um ciclo dentro do ciclo da vida. Existem vários outros ciclos dentro de outros ciclos que formam as cadeias atômicas do nosso planeta, do nosso corpo, do universo. Todos esses ciclos juntos formam o que chamamos de existência. E na mitologia nórdica antiga essa existência era Yggdrasil, representada pela runa Eihwaz.

Assim que assimilamos todo esse conhecimento e nos entendemos como parte desse todo, Yggdrasil se abre para nós como uma porta para um conhecimento maior do que nossos olhos físicos conseguem ver.

Eihwaz é a essência do que é Yggdrasil: Ser.




A correira do cotidiano nos faz entrar me modo automático. As dificuldades da vida nos fazem desanimar e só sobreviver do jeito que dá. Eihwaz pede para tomarmos cuidado porque não adianta nada fazermos as coisas por fazer, sem o fogo da empolgação, do amor, da satisfação. Sem a experiência e o conhecimento da água. Sem a realidade e a não-idealização da terra. Ou sem o horizonte de possibilidades e a leveza de limpeza de pensamentos do ar.

A experiência da vida precisa ser prazerosa e cheia de satisfação senão Eihwaz aparece para nos avisarmos que tem algo errado. E esse algo errado não deveria sequer ser cogitado.

Principais Significados: Ciclo da existência. Yggdrasil.

Conselhos: Saiba se conectar ao ciclo da existência através dos outros ciclos. Saiba que você pode contar com o fluxo da vida para lhe ajudar. Cuidado com o afastamento total do ciclo da vida.

Eihwaz Invertida: Ela representa a existência e isso não tem lado invertido.

Conteúdo Correspondente