segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Ajna, o chakra da visão

Por Tiw Brás.

Ajna, ou, Chakra Frontal, ou, Terceiro Olho significa "sentir e controlar" em sânscrito e está localizado entre as sobrancelhas, um pouco abaixo do centro da testa.

Ele é responsável pela nossa visão interior, percepção do mundo das energias sutis, imaginação, meditação, luz interior, insight's, sentidos extrassensoriais.

O estudo desse chakra nos pergunta: O que é Tempo? A função desse chakra é exatamente nos abrirmos para o mundo sutil, onde não existe matéria, nem dúvidas, nem tempo. Quando mergulhamos em Ajna o Tempo passa a ser irrelevante. Somos jogados em situações atemporais, revivendo em minuciosos detalhes situações que nem lembrávamos que tinhamos passado. Ajna nos coloca numa situação onde temos tempo para qualquer coisa, então, o que é importante que façamos com o nosso Tempo?

Veja sobre os outros chakras em Chakras e as espirais da criação.

Trabalharmos Ajna requer paciência e disciplina. Não é um chakra muito comum de se trabalhar e uma vez que ele estiver equilibrado temos a responsabilidade pelo que veremos.

Por ser um chakra que trabalha a imaginação, ele é bloqueado pela ilusão. Quantas vezes não nos perguntamos se o que estamos vendo é real ou imaginação? Quantas vezes acabamos sentindo alguma energia sutil em lugares inusitados e acabamos não nos atentando para isso por acharmos que é 'bobeira'. Essa é a ilusão que desequilibra e bloqueia Ajna. Nós temos perfeitamente a total capacidade de entender todo o mundo das energias sutís, mas a nossa sociedade chegou num ponto em que qualquer coisa que não for 'real', ou seja, que esteja unicamente dentro do nosso próprio ponto de vista, seja consciderado ilusão. Pobres mortais!

Como já transcendemos o EU em Anahata e o REAL em Vishuddha, não é dificil para nós, agora, entendermos o que é o Tempo.

Nós da equipe do blog, entendemos o Tempo como uma entidade única e onde podemos aprender muita coisa. Existem teorias sendo testadas onde eles acreditam que o tempo é a 4ª dimensão. Como entidade é injusto vê-lo como uma simples unidade de medida. Se eles soubessem que, ao invés de ser a 4ª dimensão o Tempo na verdade é a fonte de conhecimento que eles precisam para saber realmente qual é a 4ª dimensão, eles já teriam descoberto, trascendido e já estariam em outros círculos evolutivos.

Veja mais sobre Ajna no vídeo Ajna - O chakra do terceiro olho no canal O Chifre Cerimonial.

O interessante é que com um mínimo de trabalho de equilíbrio em Ajna, podemos ver o quanto as pessoas estão perdidas no Tempo, porque a sociedade atual, principalmente a ocidental, se distanciou muito dos Deuses e das energias sutís, bloqueando Ajna sem querer saber quando reequilibrá-la.

Quando Ajna está desequilibrado sofremos com enxaquecas, pesadelos, bipolaridade, apnéia, sinusite e bloqueios intuitivos.

Para tratar ele, devemos, antes de tudo meditar. Depois tirarmos alguns dias para dormir bastante, fazer somente o que quisermos fazer, se quisermos fazer, meditar no nosso momento presente, trabalhar visualizações do que queremos ser.

Ajna se identifica com arquétipos. Seria bom estudarmos algum para ficar fácil nossa comuniação com ele.

Fisicamente falando, Ajna é responsável pela saúde da Glândula Pituitária, ou Hipófise, que é dividida em duas partes, o lobo-anterior, que controla todo o sistema endócrino (metabolismo, crescimento) do corpo e que responde diretamente ao sistema nervoso, e o lobo-posterior que, a princípio somente armazena o hormonio produzido pelo hipotálamo, mas que estudos indicam ser a famosa "zona morta" que os humanos não usam. Nós sabemos que o lobo-posterior é responsável pelo 6º sentido, que é a intuição, vidência, clarividência.

Para Ajna eu uso ametista ou lápis-lazuli. Deito confortávelmente, coloco a pedra em cima do chakra e mentalizo uma luz azul índigo sendo canalizada pela pedra para o chakra.

Espero que transcendamos o Tempo trabalhando o equilíbrio de Ajna e entendamos as lições que essa vida sem a ação dele tem a nos ensinar.

Céad mille fáilte e namastê!

Tiw Brás é curandeiro há vários anos, segue a tradição nórdica e é dedicado a estudar o misticismo em suas várias vertentes. Ele também é um youtuber e possui um canal de misticismo chamado O Chifre Cerimonial.

Conteúdo Correspondente