quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Algiz - A runa do escudo

Escudo eram uma proteção muito importante para quem fosse pra guerra em tempos onde a pólvora não era usada.

A runa Algiz era entalhada nos escudos dos nórdicos antigos e isso prova a importância que essa runa tinha na vida de um guerreiro.

Mas não usamos mais escudos físicos. O que essa runa pode significar para nós hoje?

Bom, o conceito de escudo é bem complexo quando levado ao campo espiritual e/ou emocional.

Algiz nesses casos representa proteções contra pessoas, situações ou mudanças. Esse tipo de proteção só aparece num contexto de leitura de runas quando a pessoa precisa parar tudo o que ela está fazendo e se preocupar com esse tipo de proteção prática. Seja espiritual ou física.

Algo como um alerta tipo "olha, é melhor você se preocupar com sua própria segurança antes de continuar qualquer outra coisa". Algiz sempre sai quando a integridade física ou espiritual de alguém está em risco.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Perdhro - A runa das descobertas

Sempre que temos algum tipo de problema para resolver e que não conseguimos resolver logo de cara, é comum alguém nos aconselhar a se afastar um pouco do problema para enxergá-lo a distância. Isso amplia nossa percepção e de repente conseguimos ver a solução para aquilo (geralmente estava na nossa frente o tempo todo mas por estarmos tão absortos no assunto nos víamos).

Perdhro é essa situação. Essa runa nos avisa da necessidade de entendermos o porquê de não conseguirmos ver a solução daquilo (por problemas de ego, ansiedade, etc) e nos afastarmos um pouco de algo que não exige tanto tempo gasto para se resolver mas que está se arrastando por "culpa" nossa.

Essa runa é uma das poucas que se trata de algo totalmente interno, emocional e/ou espiritual.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Eihwaz - A runa da vida

Hagalaz nos ensina que vida-morte-renascimento são um único ciclo. Jera nos ensina que o planeta tem seu próprio ciclo e quando nos reconectamos a esse ciclo tudo anda pra frente.

Pois bem, Eihwaz é o ciclo puro da própria existência!

A vida e a morte forma um ciclo. As estações do ano forma um ciclo dentro do ciclo da vida. Existem vários outros ciclos dentro de outros ciclos que formam as cadeias atômicas do nosso planeta, do nosso corpo, do universo. Todos esses ciclos juntos formam o que chamamos de existência. E na mitologia nórdica antiga essa existência era Yggdrasil, representada pela runa Eihwaz.

Assim que assimilamos todo esse conhecimento e nos entendemos como parte desse todo, Yggdrasil se abre para nós como uma porta para um conhecimento maior do que nossos olhos físicos conseguem ver.

Eihwaz é a essência do que é Yggdrasil: Ser.

Conteúdo Correspondente